22.08.2017 | 11h27


ENTREVISTA / VEJA O VÍDEO

Turin defende carreira atrativa para o MP e melhor salário a professor

Para o presidente da Associação Mato-grossense do Ministério Público (AMMP), os promotores precisam ser bem remunerados para garantir o empenho no combate a crimes, em defesa da sociedade.



Em entrevista ao , o promotor de Justiça, Roberto Turin, que responde pela presidência da Associação Mato-grossense do Ministério Público (AMMP), declarou que tem sido mal interpretado por defender a boa remuneração a promotores.

“O professor deve lutar pela melhoria do salário dele e as condições do salário dele. Isso é justo. E em muitos casos vai contar com o apoio do Ministério Público para isso. Agora é injusto comparar que se um tem, outro não tem, então ninguém pode ter. Essa não pode ser a filosofia”, declarou.

Turin argumenta que a carreira de membros do Ministério Público precisa ser atrativa para que os profissionais sejam empenhados no combate a crimes como corrupção, tráfico, improbidade administrativa, entre outros, que atendem diretamente aos interesses da sociedade.

Ele destaca que jamais desmereceu a categoria de professores, que por muitas vezes são mais qualificados que membros do MP, mas é injusto comparar os salários dos promotores, com dos profissionais de magistério, que ganham menos, porque são categorias distintas, com exigências distintas.

“O professor deve lutar pela melhoria do salário dele e as condições do salário dele. Isso é justo. E em muitos casos vai contar com o apoio do Ministério Público para isso. Agora é injusto comparar que se um tem, outro não tem, então ninguém pode ter. Essa não pode ser a filosofia”, declarou.

 

Na entrevista o promotor comenta o recebimento de até R$ 500 mil, a magistrados de Mato Grosso, no último mês e fala sobre os auxílios concedidos a membros do MP, como moradia, transporte e obras técnicas.

Confira abaixo a entrevista na íntegra: 











(1) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Teka Almeida  22.08.17 15h59
É enquanto fica ai defendendo quem ficam em gabinetes refrigerados, sem contato nenhum com o corrupto, traficante entre outros, é o professor que está na zona de perigo... basta acompanhar: http://www.gazetadigital.com.br/conteudo/show/secao/4/og/1/materia/518520/t/professora-denuncia-agressao-fisica-por-aluno-de-15-anos-em-sc. Viu que falou besteira, agora quer refazer a fala.

Responder

20
6

TV REPÓRTER

Enquete

QUARENTENA

Você é a favor de parar tudo ou só isolar grupo de risco?

Sim, parar tudo é a melhor solução para conter o vírus

Não, parada total é suicídio econômico; será o caos pior que a doença

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO