07.01.2020 | 12h05


ENTREVISTA / VEJA O VÍDEO

Galli chama produtora de 'porta do inferno' e Jesus gay de 'palhaçada'

Ele aponta que houve desrespeito com as religiões cristãs, pois considera que a produtora Porta dos Fundos humilhou Deus, Jesus, Maria e José.


DA REDAÇÃO

O ex-deputado federal, Victório Galli (Patriota) chamou de “porta do inferno” a produtora Porta dos Fundos, responsável pelo especial de Natal, que reproduz o personagem de Jesus como gay.

Em entrevista ao RepórterMT, o ex-deputado aponta que houve desrespeito com as religiões cristãs, pois considera que o filme humilhou Deus, Jesus, Maria e José, em produção que classificou como “uma palhaçada”.

Galli ainda afirmou que considera que sofreu injustiça, já que foi condenado a pagar cerca de R$ 100 mil por comentários considerados homofóbicos e preconceituosos, como a de que a Disney e o Mickey fazem "apologia" ao “homossexualismo”. Ele protesta contra a decisão.

“Quando alguém fala alguma coisa contra o movimento sexual, ao gayismo, a gente é tachado como homofóbico e quero deixar bem claro que eu não sou homofóbico. Eu respeito a decisão de qualquer pessoa desde que seja maior de idade. Agora, o que eu sou contra é fazer apologia. A pessoa atingiu maior idade vai ser feliz com o que ele quiser. Pode ser dois barbudos, duas caras lisas; não tem problema nenhum”, comentou.

Veja a entrevista:











(2) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Mauro  07.01.20 13h11
Galli? Quem é mesmo esse senhor?

Responder

4
2
INDIGNAÇÃO  07.01.20 12h10
Esse Galli é um ser abominável.

Responder

4
2

TV REPÓRTER

Enquete

QUARENTENA

Você é a favor de parar tudo ou só isolar grupo de risco?

Sim, parar tudo é a melhor solução para conter o vírus

Não, parada total é suicídio econômico; será o caos pior que a doença

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO