07.05.2020 | 15h30


ENTREVISTA / VEJA VÍDEO

Comércio de MT deve ter queda de 80% nas vendas do Dia das Mães

Além da crise que ocorre durante a pandemia de coronavírus, o fechamento dos shoppings em Cuiabá é fator que "quebra" o que deveria ser a segunda maior venda do ano, como ocorre tradicionalmente.


DA REDAÇÃO

Com shoppings da Capital fechados e o comércio funcionando parcialmente o faturamento do Dia das Mães no Estado deve ter queda de 70% a 80%. A estimativa é comentada pelo vice-presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Mato Grosso (Fecomércio-MT), Manoel Procópio, em entrevista o .

A maior queda deve ser na venda de calçados e confecções.

As lojas de rua voltaram a funcionar recentemente, mas o movimento tem sido baixo.

Na próxima segunda-feira (11) representantes do comércio terão nova reunião com o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) para pedir a reabertura dos shoppings, bares e restaurantes.

O vice-presidente da Fecomércio argumenta que a retomada das atividades dos lojistas têm sido feita com todos os cuidados necessários e defende a necessidade da volta de bares e restaurantes até para que o desemprego não seja tão grande a ponto de causar um caos social.

Ainda não há um balanço de quantos estabelecimentos fecharam as portas em Mato Grosso, devido à crise do coronavírus. Manoel Procópio pontua que a busca atualmente tem sido junto ao Governo Federal por empréstimos com juros menores e maior prazo de quitação, como medida para salvar micro e pequenas empresas.

Veja  aentrevsita na íntegra:

 

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO