09.10.2019 | 14h20


A LISTA DE RIVA

Suposta delação aponta que 38 deputados receberam propina em 20 anos; veja nomes



A suposta proposta de delação premiada do ex-deputado José Riva ao Gaeco, que relata esquemas de 20 anos de corrupção nos poderes de Mato Grosso, com ênfase na Assembleia Legislativa, destaca-se o pagamento de propina a 38 deputados.

Durante o período citado, teriam sido repassados valores ilícidos, no montante de R$ 175 milhões.

O documento cita que o ex-presidente da Assembleia legislativa poderia comprovar os repasses de propina.

Veja a lista dos supostos beneficiados pelo esquema:

Guilherme Maluf – R$ 5.120.000,00

José Domingos Fraga – R$ 5.440.000,00

Wallace Guimarães – R$ 3.453.000,00

Percival Muniz – R$ 3.453.000,00

Adalto de Freitas – R$ 1.920.000,00

Ademir Brunetto – R$ 5.120.000,00

João Malheiros – R$ 7.520.000,00

Mauro Savi – R$ 12.186.000,00

Nilson Santos – R$ 2.773.000,00

Sérgio Ricardo – R$ 10.880.000,00

Gilmar Fabris – R$ 12 milhões

Luciane Bezerra – R$ 3,2 milhões

Romoaldo Junior – R$ 5.600.000,00

Maksuês Leite – R$ 1.920.000,00

Walter Rabello – R$ 3.773.000,00

José Riva – R$ 20.760.000,00

Luiz Marinho – R$ 3,2 milhões

Alexandre Cesar – R$ 1.666.000,00

Zeca Viana – R$ 3,2 milhões

Dilmar Dal’Bosco – R$ 3,2 milhões

Ezequiel Fonseca – R$ 3,2 milhões

Baiano Filho – R$ 3,2 milhões

Tete Bezerra – R$ 3,2 milhões

Ondanir Bortolini (Nininho) – R$ 3,2 milhões

Emanuel Pinheiro – R$ 3,2 milhões

Luizinho Magalhães – R$ 300 mil

Neldo Weirich – R$ 400 mil

Carlos Avalone – R$ 266 mil

Carlos Azambuja – R$ 4 milhões

Chico Galindo – R$ 920 mil

Airton Rondina – R$ 5.120.000,00

Wagner Ramos- R$ 4.720.000,00

Sebastião Rezende – R$ 7.520.000,00

J. Barreto – R$ 4.160.000,00

Humberto Bosaipo - R$ 2.433.330,00

Pedro Satélite – R$ 3.586.000,00

Dilceu Dal’Bosco – R$ 4.160.000,00

Silval Barbosa – R$ 5.640.000,00

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO