03.12.2019 | 18h35


NOTA DO SINDEPO

Sindicato cita falta de fundamentos e repudia transferências de delegados



A presidente do Sindicato dos Delegados de Polícia de MT (Sindepo), Maria Alice Barros, repudiou a forma que os delegados Anderson Veiga e Lindomar Tofolli foram removidos da Delegacia Fazendária nesta segunda-feira (02).

A retirada dos delegados aconteceu no mesmo dia em que o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) protocolou na Assembleia denúncia sobre possível pressão contra os delegados para que dessem andamento ao processo de investigação contra o emedebista.

Segundo a presidente do Sindicato, a remoção aconteceu em ato administrativo sem razões e fundamentação legais.

 

“É importante ressaltar que se trata de dois Delegados de ilibada conduta, extremamente competentes e experientes no combate ao crime contra a ordem tributária e administração pública, sempre trabalharam com independência e autonomia e nunca se submeteram a pressão externa no exercício de suas funções”, diz trecho da nota de repúdio.

Veja a nota de repúdio na íntegra:

NOTADE REPÚDIO

A Presidente do Sindicato dos Delegados de Polícia de Mato Grosso, Maria Alice Barros Martins Amorim, vem a público repudiar a forma como os Delegados Anderson Veiga e Lindomar Tofolli então lotados na Delegacia Fazendária, na data de hoje, foram removidos da unidade e lotados na Diretoria Metropolitana.

A remoção se deu em ato administrativo sem razões fáticas e fundamentação legal.

É importante ressaltar que se trata de dois Delegados de ilibada conduta, extremamente competentes e experientes no combate ao crime contra a ordem tributária e administração pública, sempre trabalharam com independência e autonomia e nunca se submeteram a pressão externa no exercício de suas funções.

Suas trajetórias foram marcadas pela defesa da sociedade com idealismo e convicção, possuem uma história em Mato Grosso, construída com muito trabalho e dedicação e, portanto gozam de irrestrito apoio e consideração de toda a categoria.

 

O Sindicato e Associação dos Delegados de Polícia de Mato Grosso se manterão vigilante em defesa das prerrogativas e dos direitos destes grandes profissionais.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO