13.08.2019 | 19h00


CONFUSÃO NO DEM

Sem consultar os Campos, Fabio Garcia muda direção do DEM e causa crise



O ex-deputado federal e suplente de senador Fábio Garcia, presidente licenciado do DEM de Mato Grosso, abriu uma crise na sigla ao escalar pessoas ligadas ao governador Mauro Mendes para comandar o diretório do DEM de Cuiabá.

De olho nas eleições municipais e, também, afastar a sigla para longe do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) – que ensaia candidatura à reeleição – Garcia decidiu, nos bastidores, colocar na presidência municipal Alberto Machado, o Beto 2 a 1. Na vice-presidência está o ex-vereador Domingos Sávio, atual assessor do deputado Eduardo Botelho, além do advogado Pascoal Santulo, na tesouraria. Chica Nunes, ex-presidente da Câmara de vereadores da Capital, e Júlio Campos também integram a lista.

A decisão pegou a família Campos de surpresa, que considerou a atitude de Fábio Garcia um desrespeito com os milhares de filiados ao partido. Júlio Campos, presidente regional em exercício do DEM, pediu reunião extraordinária para pedir explicações. O senador Jayme Campos também teria se irritado com seu suplente.

A reunião para tentar solucionar a crise está marcada para sexta-feira (16).

Veja documento:

a4261b9b79aeeb346ac508187637c4b5.jpg
IMG-20190813-WA0047 (1).jpg

 

 










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO