11.12.2019 | 17h51


CASSADA NO TSE

Selma só deixa cargo após a publicação do acórdão do julgamento



A senadora Selma Arruda (Podemos) só será afastada do cargo após a publicação do acórdão do julgamento do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que negou o recurso e manteve a cassação do mandato da senadora e seus suplentes. Não há prazo para que isso ocorrá.

A deliberação ocorreu após a maioria dos ministros terem acompanhado o voto do relator do recurso, ministro Og Fernandes, na sessão de terça-feira (10).

A decisão do TSE em desfavor da parlamentar deve ser comunicada ao presidente do Senado Davi Alcolumbre (DEM) após a publicação do acordão.

Selma e seus suplentes, Gilberto Eglair Possamai e Clerie Fabiana Mendes, tiveram os mandatos cassados pelo Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT) em abril, o entendimento foi mantido pelo TSE.

Além disso, os ministros também decidiram pela inelegibilidade de Selma e seu primeiro suplente, Gilberto Possamai, por oito anos e convocação de uma nova eleição.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO