10.03.2011 | 14h24


DIRETO AO PONTO

Reféns

Mato Grosso tem 495 médicos em seu quadro funcional. Para o Sindimed, o tipo de gestão, ao não priorizar concursados, significa o sucateamento do serviço público e que o Estado não terá médicos que aceitem trabalhar nesse modelo. Enquanto governo e "médicos" não se entendem, o povo fica refém de uma saúde pública que não funciona e de um atendimento pífio por parte daqueles que fizeram o juramento de Hipócrates. Deveriam mudar o nome do tal juramento para "hipócritas", que tal?











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

Enquete

QUARENTENA

Você é a favor de parar tudo ou só isolar grupo de risco?

Sim, parar tudo é a melhor solução para conter o vírus

Não, parada total é suicídio econômico; será o caos pior que a doença

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO