23.11.2019 | 12h00


COLNIZA

Prefeito decreta calamidade por falta de policiais e aumento da criminalidade



O prefeito interino de Colniza (1.067 km de Cuiabá), Jesineison de Aguiar Brandão (PRB) decretou situação de calamidade pública devido ao baixo número de efetivo policial e o aumento da taxa de criminalidade no Município, especialmente em casos de homicídio.

No documento n° 120/19, assinado no dia 13, o prefeito destacou o baixo número de policiais civis para realizações de investigações de crimes graves, “verificando uma impressão de impunidade pelos membros da sociedade organizada”.

Ele ainda pontua que o baixo efetivo da Polícia Militar tem prejudicado o patrulhamento ostensivo nas áreas urbanas e rurais, causando sensação de insegurança na sociedade.

“Esta situação de anormalidade é valida para toda a área do Território Municipal, que se encontra prejudicada pela falta do patrulhamento ostensivo e da investigação de vários crimes ocorridos no Município de Colniza-MT, ocasionando uma sensação de insegurança e impunidade na sociedade organizada”, cita trecho do decreto.

 

Veja o decreto na íntegra.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO