30.06.2020 | 10h45


DIRETO AO PONTO / SEM CONSENSO

Por falta de quórum, sessão é encerrada e votação da reforma novamente adiada



Por falta de quórum, a sessão extraordinária remota da Câmara de Cuiabá desta terça-feira (30) foi encerrada. Na pauta estava prevista a votação da Reforma da Previdência municipal que altera a alíquota previdenciária dos servidores públicos e altera regras de aposentadoria.

Dos 25 vereadores, apenas seis registraram presença: Misael Galvão (PTB), Adevair Cabral (PTB), Ricardo Saad (PSDB), Lilo Pinheiro (PDT), Dilemário Alencar (Podemos) e Diego Guimarães (Cidadania). O presidente, Misael Galvão, abriu a sessão e suspendeu por 10 minutos, mas não conseguiu o número necessário para que a sessão ocorresse.

A reforma da previdência não tem apoio da maioria dos vereadores de Cuiabá. Ela tem sido inserida na pauta, mas não tem tempo para ser discutida e votada por falta de quórum ou pedido de adiamento. O presidente da Câmara disse que o projeto tramita em caráter de urgência e que não pode ser mais concedido prazo de vista aos parlamentares. Ao afirmou que a proposta estará na pauta da sessão ordinária de quinta-feira (2).











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO