21.05.2020 | 15h31


DIRETO AO PONTO / DEU NO CONGRESSO EM FOCO

OAB suspende pedido de inscrição e Selma Arruda fica impedida de advogar



O site Congresso em Foco publicou decisão da Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Distrito Federal (OAB-DF), suspendendo um pedido de inscrição feito pela juíza aposentada e ex-senadora Selma Arruda (Podemos-MT), cassada por caixa dois e abuso de poder econômico pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em dezembro de 2019. A suspensão, de acordo com o site, ocorreu após a OAB de Mato Grosso ter informado à seccional de Brasília sobre a cassação da ex-juíza. Diante desta informação, a OAB-DF decidiu voltar atrás na decisão anterior, que tinha dado o aval para que Selma tivesse autorização para exercer a profissão.

Na justifica, a relatora do pedido, Karina Amorim Sampaio Costa, afirma que Selma, conhecida nacionalmente por 'Moro de Saias', não informou que foi condenada pela justiça e teve seu mandato cassado. A ex-senadora teve o registro aceito no dia 6 de abril. Um mês depois, no dia 6 de maio, a inscrição foi suspensa.

Agora sem mandado, sem cargo de juíza, Selma também não pode advogar.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO