24.06.2011 | 12h53


DIRETO AO PONTO

O chucho do chuço

A Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) deverá solicitar, nos próximos dias, a exumação do corpo do agente prisional Wesley da Silva Santos, 24, morto durante rebelião, na segunda-feira (20), no Pascoal Ramos, em Cuiabá.

Há controvérsias sobre o caso. Na declaração de óbtito, feita no local para liberar o corpo, o agente morreu por disparo de espingarda calibre 12. Já o laudo do IML diz que Wesley morreu em razão de um "golpe de instrumento perfuro- cortante", ou chuço. Aí, com certeza tem "chucho".

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO