07.09.2019 | 14h00


FUNDO PARTIDÁRIO

Novo chama de absurdo uso de verba para defender político envolvido em crime



O presidente regional do Partido Novo, Anderson Iglesias, chamou de absurda a  permissão para que os partidos paguem advogados com verbas do fundo, autorizada na última quarta-feira (04), pelos deputados federais que ao votar o Projeto de Lei 11021/18, alteraram várias regras eleitorais.

A proposta, em tese, também autoriza que partidos pague, com dinheiro público, advogados para defender políticos envolvidos em crimes eleitorais com a verba do fundo.

Representantes do partido criticam que o projeto institucionaliza o que era feito em caixa dois.

Representantes de Mato Grosso, os deputados federais Leonardo Albuquerque (SD), Emanuelzinho (PTB), Juarez Costa (MDB) e Rosa Neide (PT) votaram a favor. Já Carlos Bezerra (MDB), Neri Geller (PP), José Medeiros (Pode) e Nelson Barbudo (PSL) estavam ausentes.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO