08.04.2020 | 10h46


DIRETO AO PONTO / CORONAEGOS

MP e Defensoria querem barrar decreto que autoriza reabrir comércio



A pandemia de coronavírus, além de escancarar a fragilidade econômica e do sistema de saúde, também nos apresenta uma outra face.

A do ego. É uma guerra para mostrar quem manda. Prefeitos e governador decretam alguma coisa e, de imediato, algum procurador, começa a procurar, literalmente, brechas para barrar. Já houve interferência no estado e, agora,  Sinop é a bola da vez.

MP e Defensoria ingressaram com ação pedindo liminar para suspender os efeitos do decreto nº 73/2020 que autorizou a reabertura do comércio e atividades em   geral na cidade. A ação é assinada pelo promotor de Justiça Pompílio Paulo  Azevedo Silva Neto e o defensor público Leandro Jesus Pizarro Torrano. 

O pedido é para que o município siga o decreto federal nº 10.282/2020 e 10.291/2020 e decreto estadual nº 432/2020 que dispõe sobre atividades essenciais. Várzea Grande, que também autorizou a reabertura, pode ser a próxima da lista.

Procuradores e promotores bem que poderiam se desencastelar e disputar eleições para o Executivo. Que tal? 











(1) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Joao Mello  08.04.20 22h22
Esses palhaços estão com o salário garantido e querem ferrar a população que não sabe mais o que fazer diante da situação atual. Sugiro que a população comece a hostilizar essa racinha que se julgam semi-deuses e que se encontram encastelados em suas mansões luxuosas, tomando bebidas caras, comendo caviar e a população passando fome e necessidades para bancar os salários desses energúmenos. Eita que este país precisa iniciar uma guerra civil urgentemente.

Responder

0
1

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO