24.03.2020 | 18h45


DIRETO AO PONTO / ECONOMIA PARALISADA

Mauro pede cautela a prefeitos por restrições; 'O remédio não pode matar o paciente'



O governador de Mato Grosso, Mauro Mendes, pediu cautela aos gestores municipais quanto às medidas restritivas de prevenção ao coronavírus, para que a população não tenha mais prejuízos do que os já previstos com a pandemia.

Mendes apontou a necessidade de medidas gradativas de restrição do comércio, assim como o Governo do Estado vem fazendo por meio de decretos.

"Estamos muito responsáveis, porque se a gente errar a dose do remédio, a gente mata o paciente. As medidas para combater o coronavírus têm que ser corretas, sérias, rápidas, mas não podem criar um caos econômico no estado de Mato Grosso. É o momento de nos unirmos", afirma Mendes na TVCA. 

Ele se refere à precaução que os municípios devem ter para conter o contágio do vírus, mas sem parar as atividades econômicas locais, que sustentam as famílias mato-grossenses. "O remédio não pode matar o paciente", alegou. 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

Enquete

QUARENTENA

Você é a favor de parar tudo ou só isolar grupo de risco?

Sim, parar tudo é a melhor solução para conter o vírus

Não, parada total é suicídio econômico; será o caos pior que a doença

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO