29.05.2020 | 10h06


DIRETO AO PONTO / CENTRO AMÉRICA FM

Luiz Carlos Magal, do Happy Hour, morre de infarto aos 55 anos



Gerente artístico e de programação da Centro América FM, Luiz Carlos Magal, 55, sofreu um infarto na manhã desta sexta-feira (29), foi levado ao hospital, mas não resistiu.

Ele era responsável pela programação da rádio, que neste ano completa 10 anos. Do Paraná, se mudou para Cuiabá em 2010 com a missão de participar da implantação da Centro América FM.

Atualmente, também apresentava o programa Happy Hour, com Ulisses Serotini, e produzia os quadros Pense Nisso, Keep Calm e Sucessos que você não esquece.

Era fã de Elvis Presley e da banda norueguesa A-ha. 

Pelas redes sociais, Luiz Magal ainda lamentou nesta quinta-feira (28) a morte do jornalista e radialista curitibano Ali Chaim, ocorrida na noite da última quarta-feira (27). Conhecido pelo apelido de Califa 33, o repórter policial tinha 81 anos e começou sua carreira em 1960 no jornal Diário da Tarde, mas se destacou nos programas de rádio e televisão. Atualmente, estava no ar na rádio Paraná Educativa, com o programa Bate-papo com o Chaim.

"Perdi um dos meus três mestres no rádio. Vai o homem, mas permanecem os seus ensinamentos. Obrigado CALIFA 33...o melhor CARRAPICHO que conheci. E fecha a conta", postou Magal.

Hoje foi a vez do companheiro de microfones de Magal, Ulisses Serotini, fazer um depoimento emocionante nas redes sociais. 

Veja:

"Meu coração está triste, “véio”. Jamais imaginei que a nossa parceria meu brother @luizmagal pudesse terminar deste jeito. Ainda não acredito e nem sei se quero acreditar. Você simplesmente foi embora sem dar nenhuma satisfação. Que parceria é esta ? E agora ... quem vai fazer esta programação musical espetacular que mexia com a memória afetiva de nossos fãs? Quem vai pesquisar novas versões de clássicos que a gente tocava no Keep Calm? Quem vai divertir nossos fãs diariamente no Happy Hour? E a previsão da meteorologia sem o seu joelho? E agora, eu e os nossos fãs vão ficar sem a “magalina” diária que nos fazia voltar pra casa mais leves, mais easy? Isso não se faz com um amigo. Justo neste ano que a nossa @centroamericafm está completando 10 anos. Você não deveria ter feito isso com a gente. Quantas conversas tivemos falando da paixão de ajudarmos a construir uma rádio que virou referência das pessoas de bom gosto. Era um motivando o outro para novas ideias. Quantas vezes você chegou atrasado para o Happy, mas eu sabia que você ia chegar. A partir de hoje, eu sei que você não chegará mais. E agora, o que eu faço..."











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO