12.11.2019 | 09h51


SEM ATESTADO DE POBREZA

Lúdio quer proibir Mauro de cortar isenção de impostos para pessoa com deficiência



O deputado estadual Lúdio Cabral (PT) apresentou emendas para impedir o governo estadual de tirar o direito das pessoas com deficiência a isenção de impostos.

O Projeto de Lei 979/2019, de autoria do governo, prevê que a pessoa teria que comprovar hipossuficiência, ou seja, teria que comprovar que é pobre, para poder ter acesso ao direito de não pagar Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA).

“Esse projeto tem um submarino que penaliza as pessoas com deficiência. O governo usou como cortina de fumaça o parcelamento dos débitos de IPVA mas, na prática, propôs o fim da isenção de IPVA para pessoas com deficiência.

O governo quer exigir uma espécie de atestado de pobreza das pessoas com deficiência para que tenham isenção de IPVA”, explicou Lúdio. Talvez o governo entenda, nobre deputado, o que sempre pregam os defensores das chamadas minorias, que todos são iguais.

Exigir hipossuficiência é sim uma ideia boa, já que há muito abastado que, por ter alguma deficiência, fica livre de impostos, o que não é lá uma coisa tão justa assim, não é?











(1) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

joana  12.11.19 12h10
concordo que a isenção deve ser pra quem realmente necessita. alem disso tambem tem muita gente comprando carro mais barato usando nome de parentes com problemas

Responder

2
2

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO