10.07.2020 | 14h38


DIRETO AO PONTO / CUIABÁ E VG

Juiz pede mais rigor na fiscalização das confraternizações familiares



Confraternizações familiares estão na lista de atividades proibidas mesmo que realizadas dentro da residência. É o que enfatizou o juiz da Vara Estadual da Saúde de Mato Grosso, José Luiz Leite Lindote, ao prorrogar a quarentena obrigatória por mais 7 dias em Cuiabá e Várzea Grande.

 

O juiz determinou que os municípios ampliem o rigor na fiscalização destes encontros familiares, que acabam gerando aglomeração.

Também estão proibidos atividades de lazer ou eventos que causem aglomeração, tais como shopping center, shows, parques, jogos de futebol, cinema, teatro, bares, restaurantes, casa noturna e congêneres.

Apenas atividades essenciais podem funcionar e as pessoas só devem sair de casa em extrema necessidade, como para ir ao supermercado, farmácia ou hospital











(2) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Ivonilson  10.07.20 16h30
Concordo que fiscaliza, mas pq essa fiscalização servem para uns é para o secretário de Cuiabá que organizou é discursou participando de aglomeração no sepultamento do pastor da assembleia e deus não foi punido exemplarmente. A lei E para todos é não para uns que se acham superior pq ocupa um cargo na prefeitura . Isso é uma vergonha

Responder

5
0
Katia  10.07.20 16h00
o clube que foi denunciado com funcionarios da prefeitura de VG fazendo churrasco na semana passada foi multado ou fechado? precisa ver isso e não so cuidar das residencias, não é?

Responder

2
0

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO