19.02.2020 | 11h06


DIRETO AO PONTO / SUPOSTO APOIO À MILÍCIA

Jayme pode abrir processo de cassação contra Flávio Bolsonaro

Deputados e senadores acusam o filho do presidente da República de quebra de decoro parlamentar



Presidente do Conselho de Ética do Senado, Jayme Campos (DEM-MT) recebeu, na amanhã desta quarta-feira (19), em seu gabinete, em Brasília, um pedido de cassação do mandato do senador Flávio Bolsonaro (Sem partido), filho do presidente Jair Bolsonaro. Deputados e senadores do PT, Psol e Rede pedem a abertura de um processo contra o parlamentar por quebra de decoro parlamentar, por ligação com a milícia do Rio de Janeiro.  

Nos últimos dias, Flávio Bolsonaro tem se pronunciado de forma corriqueira sobre a morte do miliciano Adriano Nóbrega, acusando o governo da Bahia, que é do PT, de estar escondendo que o ex-policial foi torturado antes de ser executado. Entretanto, laudos já descartaram tortura e execução.

Agora, cabe ao senador mato-grossense avaliar a representação e, caso entenda que há motivos, determinar a abertura do processo.











(2) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Salas  19.02.20 17h13
Bandido bom é bandido morto...já dizia Bolsonaro...chupa essa manga aí Ruy.

Responder

0
0
Ruy  19.02.20 11h15
"laudos descartaram tortura e execução" MAS CLARO, O CARA TOMOU UM TIRO A QUEIMA ROUPA EMBAIXO DO QUEIXO E TEVE QUATRO COSTELAS QUEBRADAS, MAS NÃO FOI TORTURADO, MUITO MENOS EXECUTADO. ORA, NOS POUPEM!

Responder

7
4
Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

Enquete

QUARENTENA

Você é a favor de parar tudo ou só isolar grupo de risco?

Sim, parar tudo é a melhor solução para conter o vírus

Não, parada total é suicídio econômico; será o caos pior que a doença

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO