06.03.2020 | 15h19


DIRETO AO PONTO / ATÉ R$ 35,4 MIL

Governador sanciona lei que cria verba indenizatória para conselheiros do TCE



O governador Mauro Mendes (DEM) sancionou o projeto de lei aprovado pela Assembleia Legislativa, na quinta-feira (05), que regulamenta o pagamento de verba indenizatória (VI) para conselheiros e outros membros do Tribunal de Contas do Estado (TCE).

O documento assinado pelo governador foi publicado no Diário Oficial que circula nesta sexta-feira (06).

O valor da indenização será de até um salário recebido pelos conselheiros, procuradores e auditores, que é de R$ 35,4 mil. Se somar a VI ao valor do pagamento mensal, eles receberão mais de R$ 70 mil ao mês.

O presidente do TCE terá indenização de 50% do salário, ou seja, R$ 17,7 mil.

A proposta foi encaminhada ao Legislativo pelo presidente do TCE, Guilherme Maluf, e altera os três primeiros artigos da Lei n° 8.555/06, que cria VI para os auditores públicos externos, auxiliares de controle externo e técnicos instrutivos e de controle.











(3) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Armindo de Figueiredo Filho  08.03.20 09h28
NÃO LI E NEM VOU LER , a matéria !!!!CANSEI DE COMENTAR SOBRE ESSA "VERBA VERGONHOSA"" ao longo do ano!!!.... É o tipo de matéria que deixa o POVO (cidadão trabalhador e honesto e que paga os seus impostos INDIGNADO.Todos sabem para onde vão essa "VERBINHA NOJENTA"., onde os privilegiados fazem FARRAS às custas do ERÁRIO. ISSO É AFRONTOSO e INADMISSÍVEL. É indubitavelmente VERGONHOSO e ANTIÉTICO , o patrimônio público, arcar com ALTÍSSIMOS gastos!!E agora com SECRETÁRIOS???? Até quando vamos patrocinar esse ESCÁRNIO???É LEGAL??? Até pode ser!!!ORA BOLAS!!!REVOGUE ESSA EXTRAVAGÂNCIA!!! A sua IMORALIDADE, já ultrapassou os limites da paciência. Chega de "DESMANDOS"" Fim de Papo...

Responder

8
1
Benedito costa  07.03.20 18h35
Deputados, o presidente da casa, o governador são todos frouxos. Tudo isso foi barganhando pelos conselheiros, qualquer otario sabe que o TCE fez pressão simples ao dizer a assembleia e ao governador: aprova por que se não, não serão aprovados suas contas. Só isso foi o suficiente pra essa cambada aprovar, o governador medroso sancionar sem veto. Uma vergonha esses caras nos passa.

Responder

7
0
Maria Auxiliadora   06.03.20 18h33
Pensando no futuro quando o TCE estiver analisando suas contas, Mauro começa a aplicar o adubo agora!

Responder

11
1
Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO