07.11.2019 | 20h14


VEJA VÍDEO

Gilmar Mendes muda de opinião e vota contra prisão em 2ª instância



O ministro mato-grossense Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), mudou de opinião, mais uma vez, e votou nesta quinta-feira (07) contra a prisão de condenados em segunda instância.

A avaliação atual é bem diferente da proferida em 2016 quando o ministro ajudou a compor a maioria da Corte em favor da prisão de condenados na segunda instância.  À época, Gilmar Mendes disse que o novo entendimento da Suprema Corte tornaria o Brasil em uma das nações civilizadas, combatendo a impunidade.

Entretanto, um ano depois, o ministro de MT mudou novamente de opinião e passou a conceder liminares favoráveis a vários envolvidos em corrupção e a discursar que é constitucional prender apenas após todos os recursos esgotados.

O STF esclareceu em sua página oficial no Twitter, que o ministro teve uma “evolução de seu pensamento sobre a matéria, nesse tempo, se deu tanto por alterações ocorridas na legislação quanto nas modificações que aconteceram no contexto do sistema penal brasileiro”.

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO