10.05.2019 | 08h50


CONCURSO PÚBLICO

Fundação Carlos Chagas vai aplicar provas para promotor de Justiça em MT



Os candidatos a promotor de Justiça substituto em Mato Grosso irão enfrentar prova elaborada pela Fundação Carlos Chagas.

O concurso visa o preenchimento de três vagas por profissionais que comprovarem ao menos três anos de experiência jurídica. Ainda não há data definida para a publicação do edital e realização das provas.

O contrato com a Fundação Carlos Chagas foi publicado no Diário Oficial do Estado, na quinta-feira (09).

A Instituição de direito privado atua há 55 anos no ramo de concursos e sua sede está localizada em de São Paulo (SP). 

O contrato é acordado em R$ 411.351,00, para até 2 mil candidatos inscritos (pagantes e insetos). Caso o número de inscrições exceda será cobrado R$ 67 por pessoa.

Confira na íntegra:

Processo (GEDOC): 20.14.001.0001907/2019-59 (Registro nº 001907-001/2019). Espécie: Contrato nº 35/2019.Contratante: MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE MATO GROSSO, por intermédio do FUNDO DE APOIO DO MINISTÉRIO PÚBLICO DE MATO GROSSO - FUNAMP , CNPJ/MF nº 03.591.571/0001-36. Contratada: FUNDAÇÃO CARLOS CHAGAS, CNPJ/MF nº 60.555.513/0001-90.

Objeto: Prestação de serviços técnicos especializados de organização e aplicação das provas do Concurso Público para provimento do cargo de Promotor de Justiça Substituto, de acordo com as especificações, quantidades e demais condições constantes no Contrato nº 35/2019, no Termo de Referência e na Proposta Técnica nº 26/2019 encaminhada pela Contratada. Dotação orçamentária: Unidade Orçamentária: 08101 - Procuradoria-Geral de Justiça, Projeto/Atividade: 2007.9900, Natureza de Despesa: 3390.3900,Fonte de Recurso: 240/640. Valor: R$ 411.351,00 (quatrocentos e onze mil, trezentos e cinquenta e um reais), para até 2.000 (dois mil) candidatos inscritos (pagantes e isentos) e R$ 67,00 (sessenta e sete reais), por candidato EXCEDENTE a 2.000 inscritos (pagantes e isentos). Forma de pagamento: Ordem bancária. Vigência: A partir da data da sua assinatura e encerrar-se-á com a homologação do Concurso Público. Assinado: Em Cuiabá-MT, 08 de maio de 2019. Assinam: Eunice Helena Rodrigues de Barros -Subprocuradora-Geral de Justiça Administrativa e João Luís da Silva - Diretor-Presidente Executivo da Fundação Carlos Chagas.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER