11.09.2019 | 12h03


É O FIM

Ex-presidiário assume comando do PT de Rondonópolis



O ex-presidiário Wendell Girotto, que foi investigado e preso na Operação Sem Teto, acusado de participar de um grupo que negociava lotes de assentamento causando prejuízo a dezenas de famílias, se tornou presidente do diretório municipal do Partido dos Trabalhadores em Rondonópolis (212 km de Cuiabá).

A informação foi destaque no site nacional “O Antagonista”. A publicação lembra que Wendell Girotto foi preso temporariamente em 2013.

À época, o atual presidente petista de Rondonópolis, maior cidade do interior de Mato Grosso, foi indiciado pelos crimes de estelionato, falsidade ideológica e formação de quadrilha.

Girotto tem força entre a militância ligada às questões agrárias e é um dos lideres da Ação Unificada Nacional (ANU). Inclusive, foi esse grupo que ocupou a fazenda do ex-governador Silval Barbosa, que atualmente está bloqueada pela Justiça devido ao seu acordo de delação premiada.











(2) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Valter  11.09.19 13h20
Esse é o Brasil que os PETISTA querem...

Responder

1
0
CRISTINA  11.09.19 12h18
acredito que esse tipo de chamda para a materia so seria valida caso ele fa fosse condenado pelo crime. todos sao inocentes ate o transito em julgado. eu se fosse ele entraria com uma ação de indenização por danos morais contra esse jornal

Responder

1
3

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER