28.07.2010 | 10h11


DIRETO AO PONTO

Estranha matemática de Abicalil

A senadora Serys Marly (PT), durante entrevista ao programa Cidade Independente (Rádio Cidade), nesta quarta-feira (28) disse,  respondendo a uma pergunta do jornalista Luis Acosta, que a matemática do partido é estranha, em se tratando da questão da candidatura de Carlos Abicalil, presidente do PT, ao Senado da República. Segundo a senadora, que é candidata a uma vaga na Câmara Federal, Abicalil teria argumentado a favor da candidatura dele que, por possuir maior densidade eleitoral, Serys devia concorrer a deputada Federal, pois com seus votos poderia "puxar" mais um ou dois colegas de partido, coisa que ele, com baixa densidade não conseguiria. Ora bolas, se ela tem maior densidade eleitoral, ou seja, mais votos que Abicalil, não seria mais óbvio Serys ser candidata ao Senado, que precisa de mais de 400 mil votos para se eleger? Tem razão a senadora ao achar a matemática de Abicalil no mínimo estranha. Que coisa, não!?











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO