06.11.2019 | 12h56


NOVO PRONTO SOCORRO

Emanuel: Se não fosse nossa gestão, o HMC seria um outro VLT, diz Emanuel



O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), declarou que,  se não fosse sua gestão, o Hospital Municipal de Cuiabá (HMC), onde funcionará o novo Pronto Socorro, não seria concluído e se tornaria outro VLT na Capital. O hospital será entregue 100% no dia 18 deste mês.

A obra do VLT -  que já consumiu mais de R$ 1 bilhão -  está parada desde 2014 e ainda não tem previsão de retomada.

“Se não é a gestão Emanuel Pinheiro, o HMC seria o novo VLT. Ia ficar uma obra licitada, uma obra feita, mas marcada e abandonada. Eu escolhi o caminho mais difícil, mas tive coragem suficiente, uma equipe muito comprometida e apoio do bancada federal pra enfrentar esse caminho penoso, dificílimo, que poucos gestores têm coragem de enfrentar”, disse o prefeito durante o lançamento do projeto ‘Enxergar é Humanizar’, na segunda-feira (4).











(1) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Carlos Nunes  06.11.19 16h31
Ih! Se a turma não enchesse os bolsos, as bolsas, as pastas, com pacotes de dinheiro...na certa dava pra fazer vários Hospitais Municipais nas principais cidades de Mato Grosso. Sobrou dinheiro pra encher os bolsos, as bolsas, as pastas, e faltou dinheiro pra Saúde, uai. Quanto ao VLT...bem, é filhote da Corrupção, só apareceu pra passarem a mão na propina. Isso o próprio Silval já disse.

Responder

2
0
Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO