23.03.2020 | 08h46


DIRETO AO PONTO / "DECISÃO INSENSÍVEL E CRUEL"

Emanuel critica ordem da Justiça para manter ônibus circulando



O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro,  vai recorrer da decisão judicial que determinou o funcionamento de 1/3 da frota do transporte coletivo na Capital. Em vídeo postado nesta madrugada nas redes sociais, ele faz um apelo à sociedade e pede para que ninguém faça uso dos ônibus neste momento. “Por pura medida de segurança, use outra alternativa. O ônibus permite uma rápida propagação da doença”, enfatiza. O prefeito define a decisão judicial como uma “violência, insensível e cruel a que estão submetendo a sociedade cuiabana". “Somos quase 700 mil cuiabanos diante de um cenário incerto e devastador. Vamos recorrer contra qualquer medida que possa colocar em risco a saúde da população. O transporte público é importante, mas a vida humana é mais. A economia é importante, mas a vida humana é muito mais”, disse. 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

Enquete

QUARENTENA

Você é a favor de parar tudo ou só isolar grupo de risco?

Sim, parar tudo é a melhor solução para conter o vírus

Não, parada total é suicídio econômico; será o caos pior que a doença

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO