20.10.2019 | 09h00


DE OLHO NO GOVERNO

Emanuel atribuí à 1ª dama a desistência de disputar a reeleição: 'Ela não quer'



O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB) atribuiu à resistência da primeira-dama, Márcia Pinheiro, sua possível desistência em disputar a reeleição, em 2020.

Segundo ele: "Ela não quer".

Emanuel argumenta que dedicou 30 anos de sua vida à política e que o processo "expõe e sacrífica a família"

“São 30 anos de vida pública, sete mandatos, 10 ou 11 eleições disputadas. Isso expõe e sacrífica. Eu disputaria mais 50; pra mim não tem problema, mas isso afeta a família. Ela não quer”, enfatizou à imprensa.

No entanto, Pinheiro afirma que analisa a proposta feita por seu grupo político, para que desista da eleição do próximo ano e dispute o comando do Palácio Paiaguás em 2022.











(2) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Camila   04.11.19 16h11
Emanuel porque você não fala a verdade para a população cuiabano que a sua mulher é a candidata? Sou servidora da prefeitura e nunca votaria numa mulher desumana como a Marcia.

Responder

0
0
Joao Mello  20.10.19 11h42
São 30 anos de vida pública bem vividos, ops, bem roubados né? Se ficar sem mandato vai ser preso rapidinho. Sua sorte é que o nosso judiciário coaduna com larápios como você. Mas uma hora chegará algum juiz ou desembargador que o colocará atrás das grades. Aguarde.

Responder

7
1
Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO