05.07.2011 | 16h05


DIRETO AO PONTO

Efeito Pagot no MS

O deputado federal por MS, Edson Giroto (PR), segundo fontes da Coluna, em Campo Grande, anda sem dormir nos últimos dias por causa do escândalo das propinas do partido no Dnit. Giroto é ligado ao setor.

Ele foi secretário de Obras nos dois mandatos do atual governador de MS, quanto então prefeito de Campo Grande e também recentemente no primeiro mandato do governador. No ano passado foi o mais votado para a Câmara Federal, em MS. Dizem por lá que Pagot teria ajudado a financiar sua campanha e que, muitas obras de pavimentação ficaram sob suspeita. Curioso é que Giroto está sendo um dos nomes mais cotados para a disputa da prefeitura da capital morena no ano que vem.

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

Enquete

QUARENTENA

Você é a favor de parar tudo ou só isolar grupo de risco?

Sim, parar tudo é a melhor solução para conter o vírus

Não, parada total é suicídio econômico; será o caos pior que a doença

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO