31.03.2020 | 18h52


DIRETO AO PONTO / DINHEIRO PÚBLICO

'Doação' de R$ 8,7 milhões de vereadores de Cuiabá pode não ter 'fundos'



A doação de R$ 8,7 milhões das emendas impositivas dos vereadores de Cuiabá à Secretaria Municipal de Saúde para o combate ao coronavírus pode não ser concretizada caso a arrecadação do Município caia nos próximos.

A coluna apurou que as emendas, mesmo impositivas, dependem da arrecadação do Município. No entanto, o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) estima uma queda da receita de 20 a 30% devido ao fechamento do comércio e, com isso, a prefeitura não teria condições de atender as emendas dos vereadores.

O vereador  pode ter 'doado'  R$ 600 mil, mas se a arrecadação do Município não foi aquilo planejado dentro de uma LOA, não tem como obrigar o prefeito a cumprir o investimento.

Críticos do Parlamento cuiabano consideram a decisão dos vereadores precipitada e que o resultado pode não ser alcançado. Como os vereadores têm consciência disso, a medida pode ter sido usada como politicagem em ano eleitoral, em que a maioria quer a reeleição.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO