11.09.2019 | 17h27


GRAMPOLÂNDIA PANTANEIRA

Considerada 'linha dura', Feldner volta a coordenar investigações sobre grampos



A delegada da Polícia Civil Ana Cristina Feldner passou a coordenar o grupo que conduz os inquéritos policiais sobre o escândalo dos grampos em Mato Grosso, nesta quarta-feira (11).

A mudança atende ofício do Poder Judiciário para reforçar trabalhos que são desenvolvidos pela equipe.

Considerada 'linha dura', Feldner irá assumir o lugar do delegado Rafael Scatalon que irá atuar na Defaz. 

A delegada já havia atuado na função durante a Operação Esdras que prendeu os ex-secretários Paulo Taques, Rogers Jarbas (Sesp), Airton Siqueira (Sejudh) e Evandro Lesco, além de militares. 

A investigação que ficou conhecida como “Grampolândia Pantaneria”, apura um esquema de escutas ilegais no âmbito da Polícia Militar. Os coronéis Evandro Lesco (ex-secretário da Casa Militar) e Zaqueu Barbosa (ex-comandante-geral da PM), além do cabo Gérson Corrêa confessaram participação no esquema.

Eles apontam o ex-governador Pedro Taques (PSDB) e o primo dele, Paulo Taques (ex-secretário da Casa Civil), como lideres do esquema de arapongagem montado contra políticos, jornalistas, advogados, entre outros.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO