18.06.2020 | 08h55


DIRETO AO PONTO / NOVA FASE ARARATH

Compra de motel feita por conselheiro afastado também é investigada em operação da PF



A nova fase da operação Ararath, deflagrada na quarta (17), tem objetivo de reunir novas provas de um esquema criminoso que desviou recursos públicos do Estado. Segundo o Ministério Público Federal (MPF), as investigações preliminares apontam que parte dos conselheiros do Tribunal de Contas do Estado (TCE) teriam utilizado empresas e pessoas físicas para esconder o recebimento de vantagens indevidas.

Na petição enviada ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), a subprocuradora-geral da República Lindôra Araújo descreve a atuação dos próprios conselheiros e de pessoas ligadas a eles em um esquema complexo que inclui dezenas de operações comerciais financeiras.

É o caso de compra de imóveis e empresas como um motel, que teria como sócio um dos conselheiros investigados, e um buffet, de propriedade de outro integrante do TCE. 

Os nomes dos conselheiros e de outras pessoas e empresas que foram alvos da operação não foram divulgados porque o inquérito é sigiloso. (Com informações do MPF).











(1) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

fio de Deus  18.06.20 10h46
Ta tudo ssserto, a polícia e os órgãos de controle agora já não pode nem nvestigar um camarada que até alguns anos atrás era um mero apresentador de tv e hoje é multimilionário, ou então ele deve escrever um livro falando da proeza da sua prosperidade..... Tenho certeza que se esse livro.for escrito o que vai ter de mentira..... Vamos combinar...

Responder

1
0
Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO