02.06.2020 | 16h15


DIRETO AO PONTO / SEXO NO GABINETE

Câmera espiã flagrou transa na presidência de autarquia de governo; Polícia abre inquérito



A Polícia Civil abriu um procedimento investigatório para apurar a gravação do suposto vídeo de um gestor do alto escalão do governo fazendo sexo em seu gabinete. Ele foi exonerado do cargo recentemente.

A informação é que as câmeras que registraram o flagrante teriam sido colocadas de forma clandestina na sala.

No entanto, a polícia destacou que uma perícia no local verificou que os equipamentos estavam no gabinete há alguns anos.

As investigações ainda continuam pela Gerência de Combate a Crimes de Alta Tecnologia (Gecat). O então presidente,  casado, teria levado uma amante, durante feriado de páscoa, para o gabinete e transado com ela, sem desconfiar que estava sendo gravado. O governador Mauro Mendes,  ao tomar ciência, exonerou o servidor comissionado. 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO