15.08.2019 | 11h24


CASA DOS HORRORES II

Câmara de VG rejeita reduzir número de vereadores para cortar gastos em R$ 1,1 mi



A Câmara de Várzea Grande rejeitou na noite de quarta-feira (14), por 12 votos a 9, o Projeto de Emenda Constitucional que reduziria de 21 para 17 o número de parlamentares a partir de 2021. A proposta de autoria do presidente da Câmara, vereador Fábio José Tardin, o Fabinho (DEM), deve ser apreciada em segunda votação nos próximos 10 dias.

O texto tinha como meta reduzir o custo do Legislativo várzea-grandense já que cada vereador tem salário de R$ 10 mil. Se calculado a verba indenizatória, salários dos servidores do gabinete e previdência social, o custo alcança os R$ 30 mil, por parlamentar.

Caso o projeto tivesse sido aprovado, a economia anual será de aproximadamente R$ 1,1 milhão.











(1) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Jota Passarinho  16.08.19 08h56
Mas era obvio que isso ia acontecer...uma Câmara que tem excesso de trabalhos, logo precisa de bastante vereadores.

Responder

0
0

Enquete

ABUSO DE AUTORIDADE

Você concorda com aprovação da Lei para punir juízes?

Concordo: MP e Juízes erram muito e prejudicam pessoas de bem

Não concordo. A aprovação da lei é que é um abuso

Bolsonaro deveria vetar a lei

Bolsonaro deve sancionar a lei

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER