11.07.2019 | 18h20


EMPRESA DE EX-VEREADOR

Após greve de funcionários no PS de Cuiabá, Prefeitura rompe com a Luppa



Treze dias após funcionários terceirizados pela empresa Luppa, responsável pela limpeza do Pronto-Socorro de Cuiabá, deflagrarem greve, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) decidiu romper o contrato com a prestadora de serviço. 

Na data, os trabalhadores afirmaram que o protesto ocorreu após três meses de atraso salarial (veja aqui). Diante da situação, o serviço foi retomado no mesmo dia, porém, em comum, acordo a SMS e a empresa, que pertence ao ex-vereador Deucimar Silva, rescindiu o contrato. 

No lugar da Luppa, o Município contratou com dispensa de licitação a Ideal Prestadora de Serviço Eireli por R$ 2, 1 milhões pelo período de seis meses.

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER