05.11.2019 | 15h20


DISCURSO NA CÂMARA

Adevair chora ao se defender da denúncia de assédio sexual



O vereador Adevair Cabral (PSDB) usou a tribuna da Câmara de Cuiabá, nesta terça-feira (05), para se defender da acusação de assédio sexual, feita por uma ex-servidora da Secretaria de Saúde de Cuiabá.

Chorando, o tucano afirma que é vítima de perseguição política e que irá representar todos àqueles que o acusaram de cometer o crime.

No início de sua fala, o vereador explica que houve uma denúncia no Ministério Público do Estado (MPE) que o acusa de favorecimento à prostituição, exploração sexual de vulnerável e crime contra criança e adolescente.

Adevair disse que não existia uma representação contra ele nas delegacias e questionou por qual motivo a pessoa, que se sentiu constrangida, não registrou boletim de ocorrência.

Ele ainda pediu que o sigilo de seu telefone seja quebrado para comprovar que não cometeu o crime.      

Veja o vídeo do pronunciamento do vereador a partir das 2 horas e 53 minutos:











(1) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Joao Mello  05.11.19 20h51
Lagrimas de crocodilo. Vai ser caçado. Aguardem.

Responder

1
0
Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO