02.06.2020 | 09h00


CORONAVÍRUS / INTERIOR SEM UTI

Professor morre com covid-19 aguardando transferência em UTI aérea; é 68º óbito em MT

José Lopes, de 62 anos, estava internado com crises respiratórias na Unidade de Pronto Atendimento de Confresa


DA REDAÇÃO

Professor de 62 anos, José Lopes é a primeira vítima fatal da covid-19 em Confresa (1.160 km a nordeste de Cuiabá). De acordo com a secretaria municipal de Saúde, o professor estava internado na Unidade de Pronto Atendimento do Município e não resistiu. Ele aguardava uma transferência, em UTI aérea, para Cuiabá, mas não foi autorizada a tempo. 

De acordo com informações de amigos, o professor estava internado há alguns dias com crises respiratórias e por volta da meia-noite desta segunda-feira (1º) sofreu uma forte crise, chegou a ser intubado, mas faleceu. Ele tinha hipertensão e obesidade.

A prefeitura emitiu uma nota de pesar: “É com profundo sentimento de tristeza e pesar que lamentamos o falecimento do Professor, José Lopes, 62 anos, primeira vítima fatal do Covid-19 em Confresa. José Lopes foi um dos pioneiros do município, era muito conhecido e querido por todos da cidade. Segundo nota divulgada pela Secretaria Municipal de Saúde ele estava internado na UPA e não resistiu. Que Deus conforte o coração dos familiares e amigos, neste momento difícil para todos”.

RepórterMT/Reprodrução

José Lopes coronavírus

Professor morreu na noite desta segunda-feira

Amigos se pronunciaram pelas redes sociais, destacando a pessoa importante que José Lopes foi para o município.

“Quem não te conheceu ? Quem não foi seu aluno? amigo ,seu colega de trabalho ,na prefeitura, nas escolas no esporte vc marcou a vida de muitas pessoas de Confresa é um pioneiro dá educação mas Deus decidiu que agora vc vai continuar lá no céu ao lado dele , vá com Deus amigo Ze Lopes!”, postou uma amiga

Barreiras sanitárias

O município já tem 81 casos confirmados de covid-19. Para o controle da disseminação do contágio pelo novo coronavírus, a Prefeitura Municipal montou barreiras sanitárias e está contando com o apoio das forças de segurança e servidores públicos de várias secretarias para o trabalho de orientação, monitoramento e fiscalização das pessoas que chegam à cidade.
Além das barreiras sanitárias a Prefeitura editou novo decreto que limita o horário de funcionamento dos estabelecimentos comerciais e estabelece punição para as pessoas e estabelecimentos comerciais e empresariais que desrespeitarem a obrigatoriedade no uso (correto) da máscara.
No último final de semana as ações de fiscalização se depararam com várias situações de desrespeito às normas e encerraram mais de 21 festas domiciliares, que também estão proibidas.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO