alexametrics
07.07.2020 | 19h34


CORONAVÍRUS / NÚMEROS DA PANDEMIA

MT registra 1.435 novos casos de covid-19 e 39 mortes em 24h

Número de casos confirmados é o maior desde o início da pandemia; Cuiabá já tem 5.486 moradores infectados



A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta terça-feira (07), 23.506 casos confirmados da covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 896 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado. Nas últimas 24 horas foram registrados mais 1.435 novos casos de covid-19 e confirmadas mais 39 mortes. Mesmo havendo fila de espera por leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no Estado e com pessoas morrendo ser conseguir ser transferidas, o boletim apontam que há 17 leitos de UTI disponíveis.

As mortes mais recentes envolveram residentes de Rondonópolis, Colíder, Cuiabá, Porto Esperidião, São José dos Quatro Marcos, Araucária (PR), Primavera do Leste, Araputanga, Nova Xavantina, Nova Olímpia, Várzea Grande, Sinop, Sorriso, Dom Aquino, Nobres, Querência, Santa Terezinha, Campo Verde e Confresa. 

Dentre os 20 municípios com maior número de casos de Covid-19, estão Cuiabá (5.486), Várzea Grande (1.768), Rondonópolis (1.737), Sorriso (1.031), Lucas do Rio Verde (1.003),  Tangará da Serra (901), Primavera do Leste (877), Sinop (629), Nova Mutum (572), Pontes e Lacerda (489), Campo Verde (414), Cáceres (402), Confresa (336), Colíder (324), Barra do Garças (310), Peixoto de Azevedo (285), Campo Novo do Parecis (281), Sapezal (272),  Querência (263) e Matupá (261). 

Dos 23.506 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 12.272 estão em isolamento domiciliar e 9.607 estão recuperados. Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a covid-19, há 233 internações em UTI e 303 em enfermaria. Isto é, a taxa de ocupação está em 93,2% para UTIs e em 44,5% para enfermarias.

Considerando o número total de casos em Mato Grosso, 51,2% dos diagnosticados são do sexo feminino e 48,8% masculino; além disso, 6.309 pacientes têm faixa-etária entre 31 a 40 anos. O documento ainda aponta que um total de 26.004 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 1.580 amostras em análise laboratorial.

 











(1) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matheus  08.07.20 08h11
Se há pacientes a espera de UTI's e mais, pessoas morrendo por faltas destas, por que o MPE não está atuando para punir os responsáveis? E muito difícil de engolir essa situação. É muita bagunça e falta de planejamento e gestão.

Responder

0
0

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO

Bebe Prime