15.05.2020 | 14h15


CONEXÃO PODER / VEJA O VÍDEO

Secretário: Pacientes morrem por conjunto de complicações e comorbidades, não só Covid

Gilberto Figueiredo comenta estigma criado sobre mortes por coronavírus e as dificuldades para salvar um paciente com comorbidades e em estado grave.


DA REDAÇÃO

Em entrevista ao Conexão Poder, o secretário de Saúde do Estado, Gilberto Figueiredo comenta as mortes dos pacientes de coronavírus, que possuíam outras comorbidades e destaca que nesses casos a morte ocorre por uma série de complicações, que ocorrem pelo conjunto de doenças, não só pelo coronavírus, mas como houve o diagnóstico de Covid-19 esse paciente entra para lista de mortes dos casos da pandemia.

“Covid é síndrome respiratória que mata menos que a pneumonia. Se você for ver, no conjunto,  se for analisar, existem outras infecções que matam mais que o coronavírus, mas parece que ir a óbito  coronavírus se transformou numa coisa desastrosa demais. Então muitos sequer querem que o resultado seja por Covid, mas se for coletada amostra  e o teste for realizado e o teste que nós fazemos é aquele qualidade ouro não há dúvida que ele também tinha Covid. Então quando o médico lá no hospital vai falar causa morte pneumonia, etc e vai elencar Covid também, porque uma pessoa com comorbidades não morreu só por Covid. Imagine, se ele teve AVC gravíssimo e já tinha probabilidade de vir a falecer e pegou Covid e aí morreu. Não foi só por Covid, foi por conjunto dos sintomas que tinha e as comorbidades que teve”, comenta o secretário.

O gestor da Saúde explica a dificuldade de salvar um paciente de coronavírus, quando este tem comorbidades e a doença atinge os pulmões.

Ao Conexão Poder, Gilberto ressalta que tem havido certo estigma de familiares que recusam que a notificação da morte por Covid-19 e força que só entra no quadro de óbitos de coronavírus os casos que foram diagnosticados por meio de exames e consulta, não sendo de interesse da Secretaria de Saúde criar dados maiores do que há.

Veja a entrevista na íntegra:











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO