20.02.2020 | 10h52


CONEXÃO PODER / ELEIÇÕES 2020

Partido Novo quer vender carros e fazer prefeito e secretários andarem de Uber

Eu se for eleito prefeito, não posso ter carro não posso ter motorista, não posso ter auxílio moradia, não posso ter aposentaria especial. Não posso e não quero”, disse o pré-candidato


DO CONEXÃO PODER

O publicitário Álvaro de Carvalho (Novo), que foi um dos selecionados para ser pré-candidato a prefeito de Cuiabá declara, em entrevista ao Conexão Poder, que se fosse eleito, não usaria carro particular da Prefeitura, nem serviço de motorista, assim como todo o seu secretariado.

Na entrevista ele reforça que esta é uma regra dos membros do partido Novo e propõe que os gestores vendam a frota e passem a usar serviços de transporte por aplicativo, o popular Uber, para economizar com manutenção de carros e contratações de motoristas. 

“Eu se for eleito prefeito, não posso ter carro não posso ter motorista, não posso ter auxílio moradia, não posso ter aposentaria especial. Não posso e não quero”, comenta.

Atualmente, Álvaro destaca que a frota da Prefeitura de Cuiabá é de 1,344 veículos.

Para aumentar a liquidez do Executivo cuiabano, ele coloca como opção vender patrimônio, como imóveis e veículos, para dessa forma ‘enxugar a máquina’ e levantar recursos para que a Capital tenha capacidade de investimento. 

 “Isso [a prefeitura] é um transatlântico. Ele não faz curva fechada. Nós vamos conseguir em quatro anos deixar uma prefeitura perfeita? Jamais, é impossível.  Agora, eu espero que em quatro anos eu volte aqui e diga: A prefeitura está na direção correta. Ela está tendo ganho diário”, destaca.

Na entrevista, ele também defende a privatização na prestação de serviços públicos. 

Veja entrevista na íntegra:

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

Enquete

QUARENTENA

Você é a favor de parar tudo ou só isolar grupo de risco?

Sim, parar tudo é a melhor solução para conter o vírus

Não, parada total é suicídio econômico; será o caos pior que a doença

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO