27.04.2020 | 13h40


CONEXÃO PODER / QUARENTENA DA PANDEMIA

Cuiabá pode ter liberação total do comércio em 30 dias

A avaliação é de que até o final do mês de maio o pico de contaminação de coronavírus já passou e a Capital poderá retomar atividades econômicas ainda proibidas.


DA REDAÇÃO

Em entrevista ao Conexão Poder, o secretário de Saúde de Cuiabá, Luiz Antonio Pôssas comenta que a estratégia de contenção da disseminação do coronavírus na Capital deu certo e por isso o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) pode liberar o funcionamento do comércio e setores econômicos em geral, já no final do mês de maio.

A análise do secretário é porque o pico de contaminação do coronavírus, que era previsto para o dia 10 de maio foi “prorrogado” para entre os dias 15 a 20 de maio.

“Nossos planejamentos de contenção e mitigação já previam isso. Se a gente conseguisse transmitir à população seriedade e cada um fazer a sua parte nós chegaríamos ao resultado Y ou X. Então o resultado está chegando aonde a gente queria que chegasse. Por isso o prefeito ainda retém um pouco a abertura total. Porque ele sabe que se a gente segurar até dia 20, 20 e poucos no final de maio nós vamos liberar, vamos liberar 100%”, destaca.

O secretário avalia que até lá já passou o pico de contaminação e a Prefeitura de Cuiabá pode passar a adotar as medidas de liberação.

“Então nós temos uma realidade diferente, e isso está casando perfeitamente, a estratégia, a logística criada da propagação ou segurar a virose em Mato Grosso deu certo, Cuiabá principalmente deu certo. Ela realmente ficou restrita aos que pegaram e eles pouco transmitiram aqui; agora que começou; eu acredito há 30 dias atrás que começou a transmissão social, antes disso era específica de pessoa para pessoa”, observa.

Veja o vídeo:











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO