23.04.2020 | 07h15


CONEXÃO PODER / REABERTURA EM CUIABÁ

CDL vê risco de ordem para fechar comércio e quer mudanças em decreto

O pedido é por ampliação da frota de ônibus e permissão para que o comércio possa abrir de 8h às 18h para evitar aglomerações.


DA REDAÇÃO

presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Cuiabá, Nelson Soares Júnior revelou, em entrevista ao Conexão Poder, que o setor está propondo mudanças no decreto da Prefeitura, que libera o funcionamento parcial do comércio, a partir do dia 27, para evitar falhas que resultem no fechamento, logo em seguida, por determinação da Justiça, como ocorreu em outras cidades, como Várzea Grande e Sinop.

Ao Conexão Poder, Nelson Soares disse que entre as medidas propostas está a liberação de 100% do transporte coletivo e a autorização para que o comércio funcione das 8h às 18h.

O presidente da CDL argumenta que o objetivo é evitar aglomerações, tanto nos ônibus, já que funcionários e clientes vão voltar a usar o transporte coletivo, como nas lojas, já que pode haver pico de concentração de pessoas ás 10h e às 16h, que são os horários determinados para abrir e fechar o comércio. Nelson pondera que com o funcionamento liberado das 8h às 18h, o empresário pode optar por abrir em horário que seja mais adequado para sua unidade.

A CDL também defende que esse funcionamento seja ampliado para outros setores, que não têm grande fluxo de atendimento, como as imobiliárias e que podem funcionar por agendamento.

“O que a gente não quer é que abra o comércio e feche, porque isso vai ser mais prejudicial. O que a gente está dizendo  é que  nós vamos atuar ativamente no sentido de fazer com que o comércio cumpra todas as determinações, de modo a  não ferir as ordens do próprio decreto da Prefeitura e não faça que o Ministério Público tenha motivo  para pedir o fechamento novamente”, declarou.

A CDL e representantes de outros segmentos  têm um termo de compromisso com a Prefeitura de Cuiabá, em que são impostas uma série de medidas de prevenção e restrições. O presidente destacou que para garantir esse cumprimento por todo o comércio, Câmara de Dirigentes Lojistas de Cuiabá estará com fiscalização própria e também está distribuindo material de orientação para empresários, funcionários e clientes.

Sobre a retomada parcial do comércio, o presidente da CDL considera que a autorização poderia ser maior, devido ao controle do coronavírus em Cuiabá.

“O decreto do dia 20 é um decreto que abre uma oportunidade de você ter a reativação da economia a partir do dia 27, mas no nosso entendimento ficou muito aquém do que aquilo que a gente queria e do que a gente acha que é necessário.  No dia 21 Mato Grosso não teve nenhum caso novo de coronavírus. Olha que notícia maravilhosa. As nossas unidades de leitos hospitalares, como leitos de UTI’s estão subutilizadas. Estamos passando um momento bastante diferente do restante dos outros  locais e esses outros locais abriram. Santa Catarina abriu; Curitiba abriu;  Recife abriu;  o Brasil  inteiro está abrindo e nós vamos abrir acanhadamente”, comentou.

A proposta de alterações será feita ao prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) ainda esta semana.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO