22.02.2020 | 20h03


CONEXÃO PODER / NOCAUTE NA AUDIÊNCIA

Andersen critica mimimi da mídia e diz qual o futuro da TV; Veja vídeo

Jornalista de 52 anos, natural de MS e radicado em Cuiabá há 17 anos, revolucionou o jeito de fazer telejornal em MT e nocauteou a concorrência no horário



O jornalista Andersen Navarro, fenômeno da TV no estado, com seu novo jeito de fazer telejornalismo, criticou, em entrevista ao Conexão Poder, a parcialidade e o mimimi de segmentos da imprensa. 

Apresentador do programa Balança MT, da TV Cidade Verde, parceira do RepórterMT, Navarro comenta sobre a adaptação da mídia ao comportamento atual da sociedade. Ele fala de ‘fórmulas’ para alcanar a audiência e aponta o celular como tela principal, não mais a TV. Ele cita como exemplo, a interação da TV com o site RepórterMT, assim como a interação da TV com o telespectador via Whats App.  “Esse é o futuro da TV”, avalia Andersen.

Mesmo assim, ele descarta que a massificação da Internet seja o fim da TV e diz que os profissionais têm que aprender a trabalhar. Ele destaca  que, com a receita da interação, viu ‘milagres’ no crescimento de audiência ao “bagunçar” o sistema dos telejornais e inserir o Telespectador na tela,  com linguagem menos formal. 

Veja a entrevista











(4) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Milhomem  24.02.20 16h18
Achei uma entrevista interessante o bate papo, Andersen foi transparente.

Responder

3
3
Cramulhão  23.02.20 11h46
Esse ai ainda precisa explicar um certo ritual com pastores e uma menor em 2016.

Responder

7
1
Rene Goncalves  23.02.20 11h36
Dentre os poucos que tem na TV cuiabana vc se destaca por dar ouvido ao povão e isso nós gostamos......parabéns e que Deus continue te abrindo portas para melhor......como o carnaval tai....REBOLA MT...Kkkk

Responder

4
3
Renato  22.02.20 21h15
Quem é esse cara?

Responder

11
4

TV REPÓRTER

Enquete

QUARENTENA

Você é a favor de parar tudo ou só isolar grupo de risco?

Sim, parar tudo é a melhor solução para conter o vírus

Não, parada total é suicídio econômico; será o caos pior que a doença

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO