29.06.2011 | 12h47


CIDADES

VLT fica pronto no 1º trimestre de 2014 e custo pode cair para R$ 700 mi

FERNANDA LEITE  10h24
DA REDAÇÃO
As obras do sistema de transporte para Cuiabá, do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), ficam prontas no primeiro trimestre de 2014. Avaliadas em 1,1 bilhão, devem ter uma redução nos custos e cair para R$ 700 milhões. A revelação é do presidente da Agecopa, Eder Moraes.

O valor de R$ 700 milhões foi revelado com exclusividade, há duas semanas, pelo RepórterMT, que obteve informações do primeiro orçamento realizado nos estudos de viabilidade. Na semana seguinte a Agecopa divulgou valor de R$ 1,1 bilhão, mas já admite o "erro" de informação.

Eder disse que os valores podem ser menores porque os existem apenas projeções. Sobre as obras, a revelação feita pelo presidente é que terão início somente em 2012. Antes deste período, estão sendo realizandas licitações de projetos básicos e executivos. "Feita às licitações de projetos, serão realizados as licitações das obras que começam no ano que vem", explicou.

Eder explica que o VLT foi escolhido devido ao pequeno número de desapropriações, ao contrário do Bus Rapid Transit - BRT. "A redução mínima foi o que justificou a escolha do novo modal. O BRT iria desapropriar muitos pontos, o que seria uma incógnita, em que as desapropriações ficariam superiores a implantação do sistema de transporte", explicou Eder.

Hoje, em coletiva de imprensa Eder foi taxativo quanto à execução das obras. "Estarão prontas e entregues com as chaves na mão, no primeiro trimestre de 2014.


 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO