02.07.2020 | 10h09


CIDADES / IMUNIZAÇÃO

Vacinação contra gripe é liberada para toda a população em Cuiabá

Imunização que registrou baixa em todos os grupos prioritários seguirá até dia 24 ou enquanto durarem os estoques



A partir desta quarta-feira (01) a Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza será estendida para qualquer pessoa em todo território brasileiro. Cuiabá seguirá a estratégia e disponibilizará as doses nos 93 postos de vacinação até o próximo dia 24/07 ou enquanto durarem os estoques.

Apesar da estratégia de imunização ter sido dívida em três fases para atender no mínimo 90% dos grupos tidos como prioritários, a procura permaneceu abaixo da meta estabelecida em todo país. 18 milhões de pessoas entre Trabalhadores de saúde, forças de segurança e salvamento, funcionários do sistema prisional, caminhoneiros, motoristas do transporte coletivo, gestantes, puérperas, crianças entre 6 meses e menores de 6 anos, pessoas de 6 a 59 anos com doenças crônicas ou deficiências e professores de escolas públicas e privadas não compareceram aos postos para receberem as doses.

Na Capital, os profissionais da saúde e os idosos ultrapassaram a meta de imunização com índices de 170% e 133%, respectivamente. Mas, houve baixa adesão nos grupos compostos por crianças de 6 meses a 5 anos, gestantes e puérperas (mulheres até 45 dias após o parto), com 37,57%, e 34,36% respectivamente. Adultos é que a meta se aproxime do ideal com a prorrogação. “Acreditamos que a população que acabou perdendo o prazo do seu grupo de risco busque os postos com mais essa prorrogação. Dessa forma, poderemos nos aproximar da meta de 90% de cada público prioritário que é o considerado ideal para o Ministério da Saúde. Por isso, convoco aos que ainda não se vacinaram que compareçam com seus cartãoes de vacina e cartão SUS para se imunizarem”, frisou Horn.

A vacina protege contra três tipos de vírus: Influenza A (H1N1), A (H3N2) e Influenza B. 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO