26.02.2011 | 09h06


CIDADES

Vacina contra hepatite B é estendida a público de até 24 anos

DA REDAÇÃO    08h12

O Ministério da Saúde ampliou a cobertura vacinal contra a Hepatite B para a faixa etária de 20 a 24 anos para este ano, e no próximo ano, de 25 a 29 anos de idade em todo o Mato Grosso. Anteriormente, as vacinas disponíveis na rede do Sistema Único de Saúde (SUS) atingia a população na faixa etária até 19 anos, que recebia as três doses da vacina. Desde 1990, a vacina contra a doença é oferecida na rede pública de saúde.

Para Mato Grosso, o ministério encaminhou 956.596 doses, que já foram distribuídas e estão disponível gratuitamente nas Unidades Básicas de Saúde. O esquema de vacinação se completa com três doses da vacina com intervalo de seis meses entre a aplicação da primeira e a terceira dose. Em crianças, a primeira dose já é realizada nas primeiras 12 horas de vida do bebê.

Além desse público, também poderão ser imunizados as pessoas que se enquadram nos grupos em situação de vulnerabilidade com indicação para imunização contra Hepatite B como: gestantes, após o primeiro trimestre de gestação; trabalhadores da saúde; bombeiros, policiais militares, civis e rodoviários; agentes penitenciários; coletadores de lixo hospitalar e domiciliar; comunicantes sexuais de pessoas portadoras do vírus causador da hepatite B; doadores de sangue; homens e mulheres que mantêm relações sexuais com pessoas do mesmo sexo; pessoas reclusas (presídios, hospitais psiquiátricos, instituições de menores, forças armadas, entre outras); manicures, pedicures e pedólogos; populações de assentamentos e acampamentos; populações indígenas; potenciais receptores de múltiplas transfusões de sangue ou politransfundidos; profissionais do sexo; usuários de drogas injetáveis, inaláveis e pipadas; portadores de doenças sexualmente transmissíveis (DST); e caminhoneiros.

As hepatites virais são consideradas problemas de saúde pública em razão de sua alta prevalência e gravidade. É causada por vários tipos de vírus, com sintomas como inflamação no fígado podendo levar à cirrose hepática, câncer de fígado e até mesmo a morte.  

Em Mato Grosso - De 1999 a 2010 foram confirmados 3.184 casos de hepatite B, sendo 1592 casos concentram-se entre indivíduos na faixa etária de 10 a 29 anos, para o sexo feminino, 1.126 casos notificados e o sexo masculino 466 casos notificados.

No Brasil - O total de casos notificados no país aumentou no decorrer dos anos, passando de 311, em 1999, para 28.603, em 2009. Neste período foi notificado um total de 157.351 casos de Hepatite B. Com relação ao total de casos confirmados o aumento foi de 473, em 1999, para 14.601, em 2009, resultando em um total de 96.044 casos da doença no país.

A transmissão da hepatite ocorre via sangue contaminado, contato sexual, acidentes com perfuro - cortantes contaminados, gravidez caso a mãe esteja infectada ou por meio de instrumentos de manicure contaminados. Caso o indivíduo seja infectado, poderá apresentar sintomas como perda de apetite, febre, fadiga e mal-estar geral, o qual deverá procurar o médico imediatamente que de acordo com o quadro clínico deverá solicitar sorologia para hepatite. (Com assessoria)











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO