13.04.2011 | 17h16


CIDADES

TV Assembleia transmite ao vivo espetáculo “Auto da Paixão"

DA REDAÇÃO  16h10

O espetáculo religioso "Auto da Paixão" poderá ser visto também pela população que não mora em Cuiabá ou Várzea Grande. A apresentação que abre a temporada da encenação será transmitida ao vivo pela TV Assembleia nesta quarta-feira (13.04), a partir das 18h30. O evento contará com a presença do governador Silval Barbosa e da primeira-dama e secretária de Trabalho, Emprego, Cidadania e Assistência Social (Setecs), Roseli Barbosa.

Na TV aberta, pelo canal 30 ou no canal 16 da TV a cabo, moradores de 50 municípios da da baixada cuiabana e do interior do Estado poderão conferir o "Auto da Paixão", em sinal transmitido via satélite para mais de 20 emissoras em Mato Grosso. A encenação da Paixão de Cristo será realizada este ano na Acrimat.

O "Auto da Paixão de Cristo" é promovido pelo Governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado de Trabalho, Emprego, Cidadania e Assistência Social (Setecs), e segue até o próximo domingo (17.04), sempre às 19h, levando a mensagem da Páscoa à população mato-grossense.

O evento, que conta este ano com a participação especial de Paulo Zulu interpretando Jesus Cristo, é estrelado por 173 atores em cena. A estrutura é inovadora, e coloca à disposição do espectador a tecnologia cenográfica em três dimensões (3D) para dar mais realismo à encenação.

Entre os parceiros que contribuíram para a realização do espetáculo estão a Polícia Militar (PM), Corpo de Bombeiros, Secretaria de Estado de Cultura (Sec-MT), Secretaria de Estado de Indústria, Comércio, Minas e Energia (Sicme-MT), Secretaria de Estado de Saúde (Ses-MT), Secretaria Municipal de Transportes Urbanos de Cuiabá (SMTU), Cruz Vermelha, Serviço de Apoio às Pequenas e Micro Empresas (Sebrae-MT), Rede Cemat e Banco do Brasil, principal patrocinador do Auto da Paixão.

 

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO