14.07.2011 | 15h45


CIDADES

Tubulação do PS rompe teto e alaga sala pediátrica

INARA FONSECA      08h55
DA REDAÇÃO

 

O teto da área pediátrica do Pronto Socorro Municipal de Cuiabá desabou devido à problemas na tubulação na rede de esgoto. A queda teria sido causada por um vazamento de água que se acumulou por cima do forro de gesso.

De acordo com Edinaldo Lemos, presidente do Sindicato dos Médicos de Mato Grosso, no momento, a sala de pediatria está interditada devido ao mau cheiro do líquido, contendo urina e fezes, saído do teto que alagou a sala. Está é a 3ª vez que o teto do PS desaba.

Com a interdição da sala pediátrica, o atendimento está sendo realizado em um local alternativo. Segundo Ednaldo, a nova sala não tem estrutura para acolher os pacientes, reduzindo a já precária qualidade no atendimento. Em 2010, a área atingida passou por reformas avaliadas em R$ 6 milhões.

"Um absurdo! Este Pronto Socorro não tem jeito, Cuiabá precisa mesmo de uma nova unidade", disse indignado Ednaldo Lemos.

De acordo com a assessoria da Secretaria Municipal de Saúde, realmente ocorreram problemas no teto do Pronto Socorro há dois dias. Entretanto, a questão já foi solucionada.

Outro Lado

A assessoria de imprensa encaminhou, no início desta tarde, nota de esclarecimento sobre o caso. Confira na íntegra:

A direção do Hospital e Pronto-Socorro Municipal de Cuiabá vem a público esclarecer que a queda de uma pequena parte do forro do Consultório de Pediatria foi provocada por infiltração decorrente de um vazamento na tubulação dos aparelhos de ar-condicionado localizada no terceiro piso do prédio. A água se acumulou sobre o forro de gesso que cobre o setor de pediatria, provocando o desabamento de apenas um pequeno pedaço do forro.

Portanto, não é verdade, como foi noticiado, que o líquido que vazou para a sala tenha origem em rompimento da tubulação de esgotamento sanitário.

Salientamos que todas as providências foram tomadas para sanar o problema e o setor já funciona normalmente.

Informamos também que medidas de ordem administrativa serão adotadas no sentido de identificar a origem e os interesses por trás dessa denúncia que não corresponde à verdade dos fatos.

A direção do HPSMC reitera seu compromisso de continuar trabalhando com esforço e dedicação em prol da saúde da população.














COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO