19.01.2011 | 08h06


CIDADES

SISU mantém falhas na reta final


DA REDAÇÃO   15h41

Hoje, quarta-feira, penúltimo dia da primeira rodada de inscrições no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) o site da ferramenta que seleciona alunos para universidades públicas continua a apresentar problemas técnicos. Estudantes reclamam para o iG e em redes sociais da instabilidade e total inacessibilidade do site, além de erros recorrentes.

A reportagem tentou acessar a página de inscrições e recebeu a mensagem de que a senha estava "inválida" - mesmo tendo sido digitada corretamente. Ao tentar recuperar a no site do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) não completa e a página inicial é carregada automaticamente.

Um estudante de nome Sanderson Calixto se deparou com o erro 015 no site do SiSU na noite de ontem. Após selecionar o curso e confirmar a inscrição, o site informa que o candidato não declarou que está ciente da documentação exigida, mesmo marcando a opção de ciência dos documentos. "Estou desesperado. Me preparei para o Enem, apesar de vários problemas obtive uma boa pontuação e agora não consigo fazer a inscrição no SiSU", desabafa.

Outro problema recorrente acontece com o código de segurança que deve ser digitado para acessar o sistema, mas a sequência de letras e número não aparece às vezes. Mesmo recarregando a página ou clicando na seta que renova o código.

O Ministério da Educação (MEC) ainda não respondeu sobre os problemas apurados pela reportagem do iG. Na noite de terça-feira o MEC divulgou nota afirmando que o sistema estava "estável".

1 milhão de inscritos


Na terça-feira, o site do SiSU atingiu 1 milhão de inscritos. O número representa quase um terço do total de candidatos que participaram do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2010: 3,3 milhões. A quantidade de inscritos superou o máximo de inscrições feitas em um dia no mesmo período do ano passado.

Ações

Nesta quarta-feira, o Minisstério Público Federal em Pernambuco entrou com uma ação contra o MEC e o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) para que os órgãos sejam obrigados a conceder vista das provas a todos os candidatos do Enem e abrir prazo para que os estudantes possam entrar com recurso contra os resultados.

De acordo com o MPF-PE, o edital do exame apresenta "flagrante ofensa aos princípios constitucionais da ampla defesa, do contraditório, da publicidade e da isonomia", pois não permite recurso.

Ontem, o Ministério Público Federal no Ceará solicitou à Justiça Federal que determine a suspensão das inscrições pelo Sistema de Seleção Unificada (SiSU). O órgão quer também que o MEC garanta aos estudantes que se submeteram ao exame a possibilidade de apresentar recursos contra as notas obtidas nas provas.(Com informações IG)

 

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO