07.07.2011 | 16h03


CIDADES

Servidores têm 72 horas para voltar ao trabalho

INARA FONSECA   15h00
DA REDAÇÃO

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Entidades Públicas de Meio Ambiente (Sintema), José Benedito Jesus, declarou nesta manhã (07) ao RepórterMT que a categoria ainda não foi notificada sobre a liminar que suspende a greve dos servidores da Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema). De acordo com Benedito Jesus, somente após notificação haverá assembleia para avaliar o impacto da decisão judicial. Enquanto isso, a paralisação permanece.

Concedida na noite de ontem (06) pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJ-MT), a liminar estabelce que, caso os servidores não retornem em 72 horas, multa diária de R$ 20 mil deverá ser paga pela entidade sindical.

Com os serviços parcialmente paralisados há 17 dias, a greve dos 468 servidores da Sema tem causado danos ao setor madeireiro, florestal e de produção de grãos, além de ter prejudicado as de obras da Copa de 2014.

De acordo com o diretor do Centro das Indústrias Produtoras e Exportadoras de Madeira (Cipem), Álvaro Leite, os prejuízos para o setor florestal são incalculáveis. O diretor do Cipem ainda alerta que o Estado está deixando de arrecadar impostos e de cumprir atribuições com o mercado. Com a greve, a Sema deixou de arrecadar meio milhão de reais.

Em greve desde o dia 21 de junho, os servidores da Sema reivindicam reestruturação do Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS)e aumento nos salários de 30%.

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO