27.05.2011 | 14h33


CIDADES

Servidores recebem subisídios e aumento nos salários

MAYARA MICHELS      18h13
DA REDAÇÃO

O Servidores do governo do Estado foram contemplados nesta quarta-feira (25), com um reajuste salarial. O Sindicato dos Servidores Públicos Estaduais da Carreira dos Profissionais de Desenvolvimento Econômico e Social do Estado de Mato Grosso (SINDES), foi quem lutou pela causa e ainda conseguiu subsídio de carreira de alguns profissionais.

O aumento de 6,48% é também para todos os servidores públicos, civis e militares, ativos, inativos e pensionistas.
Segundo o presidente do sindicato, Adolfo Grassi de Oliveira, um reajuste de aproximadamente 80% foi feito no salário de servidores do nível médio e 20% de nível superior dos profissionais do Sistema Único de Saúde (SUS), Grupo TAF (Tributação, Arrecadação e Fiscalização), desenvolvimento econômico, profissionais do Indea, Sistema Penitenciário do Estado de Mato Grosso e dos servidores da área instrumental do Governo.

Há dez anos os servidores não recebiam uma restruturação salarial. "A readequação de salário era necessária, já que servidores do nível médio recebiam cerca de R$ 900 inicial. Um incremento também foi dado aos profissionais do nível superior. Mais a nossa luta era principalmente para os servidores de nível médio", explicou o presidente.

O aumento salarial da categoria incidirá já na folha de maio, que deve ser paga no próximo dia 30. A sessão extraordinária ocorre na Assembléia Legislativa.

Apenas três reivindicações, ou projetos, ainda não entraram em votação e devem constar na pauta da próxima semana. Trata-se do subsídio dos oficiais militares e dos delegados, além dos servidores da Sema, Intermat e do Empaer.

Segundo a Assembleia Legislativa, todas esses temas estão acordados para entrar em pauta nas sessões seguintes, uma vez que receberam o aval do governador, via secretário de Estado de Administração.

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO